Seguidores

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Quadro do sertão

A vasta planície

Abre-se verde na roça

Ao romper do sol

Num calçadão largo

As mãos do camponês deitam

Vagens do feijão

As acanhadas mocinhas

Por detrás dos olhos

Espiam o namorado

E na singeleza

Da cena rende-se a mata...

2 comentários:

LUCONI disse...

Nada mais lindo que a simplicidade, fiquei aqui imaginando a cena, beijos Luconi

Chica disse...

Que lindo quadro em versos!beijos, chica